• (0xx11) 4031-4335 | (0xx11) 987588569 (Tim)

Saiba mais sobre a raça Golden Retriever

Classificação: Cães de água, levantadores e retrievers
País de origem: Grã-Bretanha
Altura: 51-61cm
Peso: 27-36Kg

Tipo de Pêlo
O Golden Retriever, assim como diz o nome, é dourado, e esta tonalidade pode variar do tom escuro ao claro. Já o Labrador pode apresentar três cores: amarelo, preto e chocolate. A sua pelagem é densa, resistente à água e de comprimento moderadamente longo. Os pêlos mais próximos do corpo são lisos ou ondulados e apresenta penugem nas pernas, pescoço e parte inferior do corpo.

Deve-se ter o cuidado de enxaguar sempre muito bem o animal de modo a que fiquem resíduos que possam prejudicar a sua pele. O uso de um bom amaciador é indicado para amaciar o pêlo. Aliás, a sua escovagem, também, tem que ser regular, mas não há necessidade de cuidados extremos.
Temperamento
Esse simpático companheiro do homem possui uma beleza cativante e uma doçura que encanta logo no primeiro instante. É um cão muito resistente e é sempre bem sucedido, seja de Verão seja de Inverno. De fato, não lhe causa transtorno nenhum mergulhar nas águas geladas do inverno, para ir buscar a caça.

Aliás, se ele não conseguir ajudar porque esta oportunidade lhe foi negada, ele sentir-se-á muito infeliz. Brincalhões e obedientes, eles demonstram total apego aos donos. Essa atraente raça, que conjuga em si um temperamento equilibrado e a leal adoração da família, tem muitos predicados que agradam, em especial, a lares com crianças. Ele tem necessidade de se sentir parte do grupo, pelo que deve ser educado desde o início nesse sentido. Deve ser ensinado desde cedo acerca do que pode e não fazer, pois isto evitará possíveis dores de cabeça e também farão com que se sinta mais integrado na família.

Nunca assume comportamentos maliciosos, nem tão pouco assume atitudes subservientes e destaca-se naturalmente, pelo seu amor ás crianças e aos gatos. É extremamente inteligente e leal, características que lhe valeram a sua grande popularidade como cão para cegos e no auxílio nas terapias com doentes mentais e físicos. De fato, ele está entre as dez raças mais inteligentes do mundo.

A pouca agressividade fazem deste cão uma raça nada perigosa pelo que não são grandes cães de guarda. Além disso também são muito sociáveis, mesmo com pessoas estranhas, o que piora ainda mais a guarda seja do que for!

Devido à sua inteligência, destaca-se em provas de agility e de obediência. Além disso, é extremamente dócil, daí nunca ter sido registrado um ataque infligido por um animal desta raça. Também por esse motivo, este agradável cachorro de companhia vem ganhando espaço em todo o mundo. Nos Estados Unidos e no Canadá, está em segundo lugar entre os mais vendidos. Já na Europa, está entre os cinco mais procurados.

Por todas estas razões o Golden Retriever é o cão ideal para a família, muito especialmente para aqueles que possam usufruir da vida ao ar livre. Pois, esta raça necessita de alargar constantemente os seus horizontes, caso contrário será um animal muito infeliz. Desta forma, quem possuir um animal destes, tem que estar disposto a passeá-lo diariamente durante cerca de duas horas, faça chuva ou faça sol... É um cão tranquilo, podendo ser criado em apartamentos mas não se esqueça que ele necessita de exercícios diários.

Introdução
A cinofilia, tal como é atualmente conhecida, é muito recente e além disso muitas das raças que conhecemos têm associadas lendas e histórias fantásticas, na sua maioria difíceis de comprovar. O Golden Retriever, por ser uma raça relativamente recente, passou um pouco ao lado destas histórias fantásticas, contudo existem ainda algumas divergências. Senão vejamos.
A sua popularidade tem aumentado vertiginosamente nos últimos cinco anos essencialmente devido à sua grande apetência enquanto cão de companhia.

Existe uma grande semelhança entre o Golden Retriever e o Retriever Labrador, uma vez que ambas são Retrievers, ou seja, o termo Retriever é um termo de caça que designa então o ato do cão procurar e trazer a caça abatida, entregando-a nas mãos do caçador. Golden, remete diretamente para a cor dominante.

Na segunda metade do século XX, o crescimento do sistema ferroviário e a paixão de novos milionários e aristocratas vitorianos pelo desporto com armas de fogo fizeram com que grandes propriedades, ao norte da Escócia, fossem compradas.
Com o avanço das armas de fogo e a velocidade de recarga aumentada, cresce o número de aves abatidas e torna-se maior a necessidade de um cão que, além de farejar e localizar a presa atingida, a fosse buscar e a trouxesse à mão do caçador. Por esta razão, foram feitos cruzamentos de Seters com St. John's Newfoundlands, um tipo de Terra nova de uma variedade menor, aos quais, mais tarde, se acrescentou o Spaniel D'Água Inglês e o Collie, surgindo, assim, o Retriever de pêlo longo (Wavy-Coated Retriever ou Flat-Coated Retriever), que originou o atual Golden Retriever. Junte-se ainda a esta amálgama que deu origem a este belo cão o Labrador, o Setter Irlândes e o Bloodhound.

Neste sentido, é frequentemente contada a história que Arthur Croxton-Smith publicou na revista Country Life durante o ano de 1914 e na qual explicava a teoria de que seriam cães de circo. Designados na altura por Yellow Retrievers, teriam a sua primeira criação na propriedade de Sir Dudley Majoribanks, Lorde de Tweedmouth, em Guisachan, na Escócia, por volta de 1865. Isto acontece na sequência de um encontro que teria havido, em Brighton, entre Sir Dudley Majoribanks e um grupo de circo vindo do Cáucaso, que teria a participação destes animais num dos seus números de circo. O Lorde teria ficado tão maravilhado que decidiu comprá-los ainda que tenha pago muito caro. Levou-os então consigo para a sus propriedade na Escócia e começou a criação. Mas mais tarde, o seu sobrinho, Lorde Ilchester, revela os documentos que comprovam a verdadeira origem da raça: Britânica.

Outra versão conta-nos como o mesmo Lorde e o seu filho encontram-se em Brighton, por volta de 1860, com um sapateiro que possuía um jovem Retriever Amarelo, provavelmente um produto dos cruzamentos que haviam sido feitos. Decidiram comprar o cão e chamaram-lhe “Nous” (em gaélico, sabedoria). No ano de 1868, Nous foi acasalado com “Belle”, uma fêmea Tweed Water Spaniel, quando, então, nasceram três filhotes amarelos. Essa ninhada foi a derradeira raiz do Golden Retriever, como raça distinta.

Um dos filhotes, de nome Crocus foi oferecido a Edward Marjoribanks (IIº Lorde de Tweedmouth), enquanto os outros três filhotes da ninhada, Cowslip, Primrose e Ada (cadela muito importante na criação da raça), continuaram a sua vida na propriedade. Em 1872, volta a dar-se outro acasalamento e a ninhada nascida, foi ofertada ao sobrinho do I Lorde, o V Conde de Ilchester, que passou assim a constituir a sua linhagem própria de Retrievers, conhecida mais tarde pelo prenome Melbury. Através das anotações particulares do I Lorde, foi possível descobrir como os acasalamentos foram cuidadosamente planeados desde 1868 até a última ninhada, nascida em 1889-1890, antes da morte do Lorde em 1894.

Com o início do século XX, os Goldens foram levados pelos imigrantes europeus para a América do Norte, onde hoje, pelas suas características de inteligência, docilidade e beleza, tornaram-se numa das três raças com maior número de registros.

Em Portugal, a sua popularidade floresce com os anos 50, século XX, e desde então é amplamente apreciado como cão de caça, mas também como animal de estimação doméstico.
A raça, originalmente cão de caça, com especialização na busca da caça abatida, com um pelagem impermeável que lhe facilitava a movimentação na água, é hoje utilizada em variadíssimas tarefas que são possíveis devido à sua grande inteligência e adaptabilidade, podemos salientar a sua função enquanto guia para cegos, pastoreio ou farejador de droga. Se lhe for dado bastante exercício, pode tornar-se num companheiro doméstico fantástico.

Descrição
A aparência geral é a de animal simétrico, de movimentos ondulantes, altivo, vigoroso, proporcional e de expressão amistosa. A cabeça e o crânio estão bem cinzelados, o crânio é largo e arredondado, sem se tornar demasiado grosseiro, bem articulado com o pescoço, focinho reto, vigoroso, largo e profundo. O comprimento do focinho é igual ao do crânio. Stop bem definido e nariz preto. Os olhos estão relativamente separados, castanho escuro e com orlas escuras, que expressam bem a sua expressão e o seu bom caráter. As orelhas têm um tamanho ligeiramente pequeno, caindo perto das bochechas, quase ao nível dos olhos. A boca apresenta maxilares fortes, com uma mordedura perfeita em tesoura, regular e completa. Os membros anteriores são retos, de boa ossatura, com ombros bem articulados, cotovelos bem ajustados, escápulas longas e as patas possuem uma projeção vertical.

Os membros posteriores apresentam um lombo, rins e membros fortes e musculosos, com pernas robustas e joelhos bem proporcionados. Os jarretes são curtos se vistos por trás, e da frente são retos. O tronco é curto e o peito é profundo. As costelas estão bem arqueadas. As patas são redondas à semelhança das do gato e dedos bem arqueados. A cauda é grossa, longa e ligeiramente curva mas sem enrolar na ponta, portada ao nível do dorso. O trote é poderoso, com boa propulsão, passos largos e livres, trabalhando com os posteriores em planos paralelos.

Observações
Entre os seus parentes mais próximos encontramos o Labrador Retriever, o Terra Nova, o Chesapeake Bay Retriever e o Retriever de Pêlo Encaracolado.
Em cachorro têm uma energia inesgotável e a sua pelagem parece a de uma ovelhinha, não sendo lisa com a dos adultos.

Aprende muito facilmente os hábitos de higiene que lhe forem ensinados.
Nomeadamente em países onde existe uma grande popularidade desta raça, existem sérios problemas relacionados com a criação irresponsável especialmente no que concerne a cruzamentos geneticamente não recomendados.

Relativamente a doenças, o Golden Retriever, à semelhança do Labrador, sofre de algumas doenças do foro genético que perturbam essencialmente a visão, tal como a catarata e a atrofia ou displasia da retina.
Pela sua anatomia, a raça necessita de cuidados de higiene mínimos entre os quais encontramos: Os dentes, os olhos, as orelhas, as unhas e o pêlo.

PADRÃO OFICIAL DA RAÇA GOLDEN RETRIEVER PELA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA CBKC
LINK ABAIXO:

http://www.cbkc.org/padroes/pdf/grupo8/goldenretriever.pdf

Ninhadas de Golden Retriever

1 / 1

Macho

05/10/2017

Golden Retriever

Dois machos de Golden Retriever Show no canil , nascido em 05/10/2017 Já liberados , com 2 vacinas importadas , vermifugados e com pedigree do ckc-sp . Parcelamos em até 12x no cartão de credito.E...

Pedigree

Já liberado!

Que fofo! Eu quero.

Nossas raças

Clique na imagem para saber mais informações sobre a raça.
H2qvbtbl7mgc7noyuc9c

Boxer

F5p4s5ne9rx5bxt3yehm

Cocker Spaniel Inglês

Zxs9pvydanvpj7lvp56f

Golden Retriever

Fx2fxak1qfusicv7rrto

Poodle

Pbnsipdtezwifgtcsvhp

Yorkshire Terrier

Zwdqzgu0thlwnaw0fp99

Bernese Mountain Dog

Yknz6mit7brjqcaegm9p

Shih Tzu